O que fazer em Santiago do Chile?

O Chile é um país lindo e que causa a sensação de que você nunca viu tudo que ele tem para oferecer. E é verdade. Você precisa voltar lá pelo menos umas três vezes para conhecer os pontos turísticos principais desse país tão repleto de diversidade.

A viagem aconteceu em Abril de 2015 e foi nossa primeira vez no Chile, portanto, escolhemos começar pelo sul do país, com o seguinte roteiro: Santiago > Puerto Varas > Patagônia Chilena. Infelizmente, não conseguimos completar o roteiro e tivemos que cancelar a ida para a Patagônia devido a erupção do Vulcão Cabulco, pois é, estávamos lá quando isso aconteceu e como consequência tivemos que voltar para Santiago, mas contaremos melhor sobre isso em breve no “Perrengues de viagens – CHILE“.

Nossa viagem começa e termina pela capital chilena, onde ficamos hospedados no centro de Santiago, no flat Ruma Departamentos Amoblados Kreutzberger, que eu super recomendo. A localização é ótima, fica a uns 5 minutos da estação Santa Ana e da pra ir a pé à maioria pontos turísticos centrais da cidade. Como tínhamos apenas 4 dias, foi ótimo, pois até quando pegávamos táxi saia com um preço bom.

MAS, O QUE FAZER EM SANTIAGO?

Santiago é uma cidade bem eclética que consegue atender os mais variados gostos. Sabemos que cada pessoa gosta de curtir sua viagem de um jeito, mas resolvemos trazer um pouco do que curtimos, conhecemos e vivenciamos por lá, para ajudar a montar um pouco do roteiro de vocês. Vamos lá?

Ande pelo Centro: O centro de Santiago é bem movimentado, inclusive aos finais de semana. Lá, além dos principais pontos como o Plaza das Armas e o Palácio La Moneda, encontramos a rua Ahumada, onde você encontra diversas lojas, como Falabella, Paris e Riplay, as mais famosas por lá, além de várias farmácias, com preços, muitas vezes, melhores que no Brasil. Existe também a rua Agustina, com diversas casas de câmbio e foi aonde conseguimos a melhor cotação. PS: São diversas casas em sequências e preços bem parecidos, basta procurar a que oferecer melhor valor. 

Suba o Cerro Santa Lucía e San Cristóban: São os mirantes de Santiago. Impossível visitar a cidade sem conhecê-los. O primeiro é um cerrro menor, mas que ainda assim, te fornece uma vista linda de Santiago. E no dia que fomos lá, estava lotado, pois estava acontecendo um festival de food truck. Muito legal! Pena que não conseguimos aproveitar nada da gastronomia, porque realmente estava muito cheio e ainda tínhamos o Cerro San Cristóban para conhecer. O acesso ao Cerro San Cristóban é através do folicular, que custou $4.000 pesos. A primeira parada é no Zoológico, mas optamos por não ir, mas sim, seguir para o mirante! E que vista! Vale a pena a visita. Além do visual, existe algumas barraquinhas, que compramos umas lembrancinhas, e uma lanchonete – Foi lá que experimentamos a bebida tradicional do Chile: Mote con huesillos – Se você vai pro Chile, tem que experimentar. É bem diferente do que estamos acostumados e não tem um aparência tão bonita, mas até que é gostoso.

Vá nas Cordilheiras dos Andes: Passeio imperdível, tem que conhecer! É linda mesmo sem neve. Digo isso, pois sei que tem pessoas, como nós rs, que tiram do roteiro por não estar nevando. Contratamos a agência First Premium Travel, no mesmo local que trocamos o real por peso. O passeio custou $26.000 pesos. Como não tínhamos carro, era a única maneira de ir. Saímos umas 9:00 e às 16:00 já estávamos de volta. A parte mais chata do passeio, são as curvas (muitas curvas!) e a altitude até chegar no Vale Nevado, no mais você fica livre para aproveitar e andar bastante pela redondeza.

Faça uma degustação de vinho: Para isso, fomos na maior, e com certeza a mais famosas entre os turistas, vinícola do Chile – Concha y Toro. Fica a menos de duas horas de Santiago e da pra ir de metrô e ônibus, sendo bem mais barato que agência. Lá você conhece a história da vinícola, degusta dois tipos de vinhos, entre o mais conhecido – Casillero del Diabo  e no final, leva a taça para casa de recordação e tem uma loja a saída para você escolher seu vinho. Como chegar: Pegar a linha 4 do metrô e descer em Las Mercedes. Chegando lá pode pegar um táxi, mais ou menos $5.000 pesos, que leva 5 minutos, ou o metrobus nº: 71,73,83 ou 84, que leva em torno de 15 minutos. Nós escolhemos pegar o táxi, pois os ônibus estava demorando a passar no dia. O ingresso custou $10.000 pesos e agendamos a visita com antecedência através do www.conchaytoro.com

Visite outros bairros da cidade: Como por exemplo, Providência, Bella Vista e Los Condes. Como ficamos hospedados no centro e tínhamos um roteiro programado, visitamos pouco esses bairros, mas deixaram um gostinho de quero mais. Em Providência, só visitamos no último dia, pois voltamos antecipadamente para Santiago – ficamos hospedados no Premium T&L Providencia II. , que também tem uma ótima localização, sendo perto do metrô. Nesse dia, resolvemos conhecer o bairro a pé e fomos andando completamente sem destino, até chegar no Costanera Center, o maior shopping da América Latina. O Bairro de Providência é ótimo para caminhar, as ruas são limpas e organizadas, com variadas opções gastronômicas. Bella Vista, posso considerar que foi o bairro que mais voltamos, pelo menos umas  três vezes. Lá é a parte boemia de Santiago, onde você pode encontrar diversos barzinhos no meio da rua, desde os mais simples até restaurantes de luxo. No Pátio Bella Vista existe ótimas e variadas opções de restaurante. Mas prepare o bolso, que os preços são um pouco mais altos, mas ainda assim, vale a pena! Los Condes foi o bairro que menos conhecemos, infelizmente. É lindo, muito bem estruturado, uma graça. Lá tem os prédios mais caros e também os hotéis. É nesse bairro que fica o Shopping Arauco e foi para lá que fomos. O shopping não fica muito próximo ao metrô. Começamos a ir a pé, porém depois de um tempo caminhando, achamos melhor pegar um ônibus – Para entrar no ônibus você tem que ter o cartão, eles não aceitam dinheiro. Não sabíamos disso, mas demos muita sorte que o motorista deu uma carona para gente e foi totalmente gentil nos mostrando aonde era o Shopping.

pbv1

Vá à Isla Negra: É lá que tem uma das casas do famoso poeta chileno Pablo Neruda! – La Choscana. Sua casa era em frente a praia que foi apelidada por ele de Isla Negra. Era basicamente uma praia particular, para um poeta apaixonado pelo mar. A casa hoje em dia é um museu, que você paga uns $4.000 pesos para entrar e pode escolher um áudio nas línguas: espanhol, português e inglês, que conta a história de todos os itens que encontramos na casa. A casa realmente é muito divertida e singular, vale a visita! Na saída, almoçamos nos restaurante El Rincon del Poeta, na própria área da casa. O restaurante tem vista para o mar e geralmente as pessoas param lá após a visita. Para chegar lá foi bem simples. Leva em torno de 2 horas e pegamos o ônibus na rodoviária em Santigo (Alameda) com destino à Isla Negra.

Nossa visita ao Chile não para por aí: tiramos um dia para conhecer Viña del Mar e Valparaíso e fomos também até Puerto Varas, que fica no sul do país. Iremos falar sobre cada um desses destinos mais detalhadamente em outros posts.

Contem aqui nos comentários: quem já foi para Santiago, o que fizeram por lá? 

Victor & Vanessa 

INSTAGRAM | TWITTER 

Anúncios

16 comentários em “O que fazer em Santiago do Chile?

  1. Amei o Chile! O menor país da América do Sul, e tão organizado! Fiquei encantada com a educação dos chilenos, me senti na Europa: quando vc vai para pisar na faixa para atravessar, eles já param. Achei também muito limpa, Santiago. Tinha sete anos que não nevava, e eu tive a sorte de ver a neve, em flocos enormes, desci para brincar correndo do quarto do hotel, parecia criança. Visitei o Vale Nevado também, Valparaíso, Vina del Mar e fui no Concha & Toro. Ah! Conheci também o Cerro San Cristovan. Fui nesse shopping que vcs falaram, ficava mais ou menos perto do meu hotel. Espero voltar lá em, breve. Beijos

    Curtir

    1. Tivemos a mesma impressão de lá! O chile é encantador mesmo, super organizado e super atrativo né? Suas belezas naturais dão um show também. E que legal que você conseguiu ver neve… nós fomos no outono, estava começando o frio, mas gostamos mesmo assim! Adorei sua história 😉

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s